10 de dezembro de 2008

A Carta Roubada - Edgar Allan Poe



O conto se passa nos idos de 1800. Auguste Dupin mora em Paris (Rua Dunôt, nº 03 - Fauborg, Saint-German)com um amigo (narrador interno da história). Certo dia entra em sua residência o delegado da polícia parisiense, Monsenhor G., em busca de conselhos para solucionar o roubo de uma carta. Conta que a carta fora roubada pelo Ministro D., de dentro dos aposentos reais e descreve o aspecto da carta. O delegado já fizera todas as revistas e buscas sugeridas pelo detetive que revela, então, não ter mais o que aconselhar.

O delegado volta, passado um mês, deprimido por não ter desvendado o crime e diz a Dupin que pagaria 50 mil francos a quem o ajudasse a solucionar o caso. Dupin, surpreendendo a todos, pede que ele preencha o cheque e lhe entrega a carta.

O amigo pergunta como ele conseguira e Dupin narra a sua busca. Como o delegado subestimara o Ministro por ser um poeta e levara em conta a estatísticas de seus anos de polícia -  em que todos os casos de objetos escondidos os criminosos ocultaram de maneira rebuscada - não considerou que o Ministro, também um matemático, poderia agir com simplicidade, então, foi visitar visitá-lo, uma vez que conhecia o Ministro de outros tempos. Enquanto conversavam, observou um porta-cartas pendurado no meio da lareira, com um documento que reconhecera ser a carta procurada. Reconhecera pelo selo, pois seu aspecto havia sido disfarçado.

Ao sair do apartamento esqueceu propositalmente sua tabaqueira com a intenção de voltar no outro dia. Fez uma cópia exata da carta e voltou para buscar sua tabaqueira. Havia combinado com um amigo para simular, à determinada hora, um tiroteio na rua. Quando o Ministro chega à janela para observar o que se passa na rua, Dupin trocou a carta e na cópia colocou uma frase que remete a uma vingança por uma peça que o Ministro lhe pregara em Viena.



PERSONAGENS

Narrador: mora com Auguste Dupin e conduz a história. Não é revelado seu nome.

Auguste Dupin: Detetive que já ajudou o delegado de polícia a solucionar outros casos e é procurado para ajudar a encontrar a carta roubada.

Delegado G: Delegado da polícia parisiense pede ajuda a Dupin para solucionar o rouba da carta, apesar de não entender muito bem as suas observações e métodos.

Monsenhor D: Ministro que rouba a carta dos aposentos da rainha, intencionando ascensão política.


ORGANIZAÇÃO

* A narração é interna, na 1º pessoa e o narrador Homodiegético ( participa da história).

* A história focaliza a astúcia do detetive Dupin e seus métodos utilizados para solucionar os casos, não se detendo só às pistas fornecidas, mas traçando, também, o perfil dos envolvidos, analisando o comportamento humano.

*O conto começa com o delegado narrando o roubo. Na segunda parte,  o detetive soluciona o caso, antecipando o que seria o final da história que passa a ser a narrativa do sucesso de Dupin ao reaver a carta roubada.


23 comentários:

  1. Esse texto me ajudou muito com meu trabalho de Português *-*
    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. relaxa , pra isso que servem as boas pessoas (:

      Excluir
  2. Camila a. Pimentel2 de maio de 2010 16:56

    Parabens pelo resumo, me ajudou muito nos meus estudos para literatura...
    continue assim, voce vai longe..
    obrigada!

    ResponderExcluir
  3. apesar das historias de Edgar Allan Poe serem mistérios, meio terror eu não gostei muito pois me parecem meio sem sentido para mim essa e a minha opinião sobre todos os seus livros que tive que ler na escola

    ResponderExcluir
  4. Me salvou na prova de literatura!

    ResponderExcluir
  5. me ajudou muito,para a prova que eu tenho amanha,muito obrigada !!!!

    ResponderExcluir
  6. Gostei muito.. Very good

    ResponderExcluir
  7. Adorei. obrigada vc me ajudou no trabalho de redação bjs

    ResponderExcluir
  8. Muito obrigada,gostei do seu resumo.

    ResponderExcluir
  9. da pra fazer um resumo menor? pq eu tenho uma prova,e temos que fazer um resumo de 5 linhas

    ResponderExcluir
  10. Perfeeeito, tenho prova desse livro inteiro! Valeeeeeeeeeu

    ResponderExcluir
  11. não concegui entender o que aconteceu com a cart que o detetive achoy

    ResponderExcluir
  12. ainda beem ...acheei resumidoo :D

    ResponderExcluir
  13. Muitoo bom o resumoo! brigadaa msm!

    ResponderExcluir
  14. Amanhã tenho prova desse conto, espero que me saia bem, pois eu não tava entendendo pelas palvras de "POE", com esse resumo tá muito mais fácil.
    Vlw!!

    ResponderExcluir
  15. Obrigado , me ajudou muito na minha atividade avaliativa , mas queria saber qual é o conto que o autor cita nesse texto ? eu não consegui descobrir!! Obrigado !!

    ResponderExcluir
  16. OBRIGADO!!!
    Otimo resumo parabens continuem assim que iram longe ^^

    ResponderExcluir
  17. Gostei do resumo. Continuem assim. Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  18. muitooo obrigadoo!!! mito bom o resumoo!!!!

    ResponderExcluir
  19. Estou eternamente grata pois esse resumo facilitou demais,na minha prova de literatura!!
    bjs! obrigada

    ResponderExcluir

PARTICIPE! COMENTE ESTE POST...